PAPO SÉRIO: ONG Cria campanha conscientizadora!

FINALMENTE SEXTA, mas o papo é sério !

Cada dia que passa parece que a humanidade se acostuma com as perversidades dos seres humanos, as guerras tem deixados as pessoas acostumadas com as suas tristezas (e que muitas vezes fechamos os olhos para o sofrimento do próximo) e foi com a intenção de mostrar que crianças são as principais vítimas dessas guerras (muitas delas FILOSÓFICAS e RELIGIOSAS) que a ONG War Child criou uma campanha com um game ficcional Duty of Care.

Criado pela TOAD uma agencia do Reino Unido a campanha mostra o cotidiano de crianças que vivem em zonas de guerra, um meio de chamar atenção é que o filme parece uma espécie de game de tiro em primeira pessoa, mostrando a violência e o desespero sob o ponto de vista de quem não tem como se defender.

É MUITO FORTE, bate um desespero tremendo e uma sensação enorme de impotência. Nó na garganta seguido de choro.

Essa campanha possui o objetivo para que as pessoas assinem uma petição para que o governo britânico entre em defesa das crianças vítimas de guerra.

XO, XO

Anúncios

SUPERAÇÃO …

Tenho o habito de reclamar muito da minha vida, e como sei que isso não é uma mania boa sempre procuro histórias de pessoas que tinham tudo para reclamar, mas que deram a volta por cima. Pesquisando hoje em um site encontrei a história da americana Jessica Cox, de 32 anos e que é simplesmente uma inspiração pra vida toda.

Ela nasceu sem os braços e isso seria o suficiente pra ela ter pena de si própria o resto da vida, mas não é isso que aconteceu, ela se acostumou a fazer tudo com os pés e se tornou a única piloto de avião sem braços do mundo, siiiiiiiiiiiiim, eu disse AVIÃO e não é só isso ela é faixa preta em TAEKWONDO, dança, cozinha e toca o piano com os pés, genteeeeeeeeeeeeeem eu aqui com as duas mãos não faço NADA do que ela sem braços faz.

O sinônimo de superação chamado Jéssica disse: “é um estilo de vida com o qual procura contagiar os jovens que vivem no desespero e sem valores autênticos“. Pelo menos comigo, conseguiu. Ela recebeu a permissão de pilotar em 2008 e em 2010 foi eleita pela revista “Plane & Pilot” como um dos 10 melhores pilotos do mundo. É eu to me sentindo um nada, sério kkkkkkkkkkkk’

Enfim, parei de reclamar na hora que li a reportagem e estou super motivada a ser uma pessoa melhor, superando meus desafios que perto dos da Jéssica não é NADA!

a-primeira-piloto-sem-braços

XO, XO

Felicidade …

Conversando com uma amiga recentemente ela me falou que estava muito triste, perguntei por qual motivo e ela me explicou, acontece que um cara que ela ficou em uma balada que parecia ser o “par ideal” para ela começou a namorar. De início eu não entendi, nunca me apaixonei por um cara de balada, foi então que ela me explicou que ele não era só de balada, eles conversavam muito, tipo conversas que iam do bom dia 🙂 ao boa noite 🙂, ela me disse que ele simplesmente supria as carências dela, as carências mais difíceis de se achar alguém que supra.

Eu particularmente detesto ver quem eu amo chateado ou triste, sempre acabo absorvendo nem que seja 1% do problema da pessoa pra mim, meu conselho pra ela foi “Amiga, nosso erro está ai, não temos de encontrar alguém para preencher nossas carências, para nos fazer feliz, na verdade nós precisamos ser felizes primeiro para depois encontrar alguém para dividir essa felicidade”.

Acredite, o conselho serviu mais para mim do que para ela, o motivo? Bom eu atualmente não namoro, na verdade eu não sei em que “status” eu me enquadro nesse exato momento, mas isso fica para outro desabafo kkkk’, a questão é que eu normalmente me despejo em uma bandeja e me entrego para pessoa, seja ela amigo, namorado, família, eu sou muito dada (no bom sentido kkkk’), mas tenho a tendência de achar que fulano ou ciclano me fara feliz, e tenho certeza que não sou só eu que tenho essa mania chata rs’, mas o poder da felicidade está em nossas mãos. As vezes me pego cobrando uma felicidade do que eu defini “o sem nome” que eu não deveria, eu sei que eu me completo, que eu posso ser feliz sozinha, sem estar “NAMORANDO” só preciso controlar minha mania de me doar 100% e não cobrar dele o que na verdade eu preciso fazer. Confesso que eu coloquei muito o pé no freio, antes eu era muito mais impulsiva, ainda bem que melhorei.

Pronto, acho que estou melhor kkk’

XO, XO

O MEDO…

Todos nós temos medos mas a questão aqui é, como convivemos com os nossos medos?. Um animador 2D da Califórnia chamado Nata Metlukh fez um curta mostrando a importante de lidar com os próprios medos. Com o desejo de nos tornar melhores muitas vezes ultrapassamos esses medos e controlamos eles. É claro que muitos de nossos medos existe para nos proteger porém algumas vezes é necessário colocar os receios de lado e se tornar mais ousado.

Vejam o vídeo:

XO, XO

CIÚME !!!

Não faz muitos dias enquanto eu estava tendo uma DR daquelas, que eu ouvi a seguinte frase “pqp você ta com um ciúmes possessivo“. Pois é, e a pessoa tem total razão eu admito, até me esforço pra muda porém parece algo mais forte que eu. É claro que depois de esfriar a cabeça e pensar racionalmente, fui procurar o principal motivo pra eu, um ser humano que não tinha ciúme algum de nada e ninguém ter virado essa máquina de ciúme. As vezes até acho que se jogar ciúme no dicionário vai aparecer Laiane Caires rs’ (brincadeiras a parte).

Descobri que a insegurança, baixa estima e a experiência em relacionamentos ruins, é uns dos principais motivos para o ciúme doentio, confesso que sou insegura (mas que mulher não é ? (sempre tem exceções!)) e tive sim relacionamentos ruins:  Eu namorei por dois anos e meio um cara de Campinas, dava 1h40 de viagem de onde eu moro pra casa dele e acreditem namoro a distancia da certo sim. Eu não tinha ciúme algum dele, acreditava em tudo que me falava e o relacionamento ia bem, até que o ciúme dele começou a fica exagerado (tipo o meu hoje em dia) e começamos a brigar muito, por vários motivos terminamos por 3 meses e acreditem um mês depois que ele terminou comigo começou a namorar outra. Foi ai que nasceu meu ciúme, pensamentos como: “ninguém começa a namora em um mês” “ele já tinha essa garota antes” “como pude ser tão idiota?” surgiram na minha mente, meses depois nós voltamos (eu amava muito ele) mas não demos certo, só sei que depois disso eu não acreditava mais em uma palavra do que ele dizia, tive outros relacionamentos em que acreditei no indivíduo e no fim me ferrei, vem dai meu ciúme. Atualmente a fonte do meu ciúme não é falta de confiança e sim insegurança e incerteza, mas isso fica pra outro post rs’.

Como eu sei que preciso parar e muda com isso pesquisei alguns sintomas para identificar se você está com ciúme doentio ou não. Vamos ao #TOP5 da possessividade!

1 – Se em seus pensamentos você não vive sem a pessoa, acha melhor morrer se não tiver ela. Esse é o primeiro sinal de que você está com ciúme doentio.

2 – Se você faz ligações constantes sem motivos ou por motivos bobos, preocupe-se esse também é um sintoma.

3 – Se você quer controlar tudo não deixando espaço para vida pessoal da pessoa, inventa desculpas para ir aos mesmos locais em que ela estará ou pior convence a pessoa a não ir em locais que você não estará presente, cuidado esse é outro sinal da sua possessividade.

4 – Se já usou a frase “Você vai onde eu for ou se eu for com você caso contrários os dois não vão a lugar algum” ok procure ajuda, isso com o tempo se tornar opressor.

5 – O ciumento pode ser escandaloso ou tímido, o escandaloso normalmente faz ou fala coisas gritando e na frente de todos, já o tímido faz chantagens emocionais do tipo “se você termina comigo eu vou me matar“.

Há outros sinais de ciúme doentio como: acreditar que você é o dono da pessoa, utilizar as redes sociais para afirmar que aquela pessoa é propriedade sua, verificar o celular do companheiro (a), dizer a ele (a) quem pode aceitar ou não no facebook e por ai vai …

Existem casos de ciúme macabros são pessoas matam e morrem por ciúme então, se você se identificou com algum desses sintomas procure ajuda, isso não é vergonhoso confesso que estou fazendo isso e escrever aqui sobre o assunto já me ajudou 50%. Depois que você admite o erro e que precisa de ajuda tudo fica mais fácil. Peça as pessoas a sua volta que tenham paciência com você e se esforce para mudar. Lembrando que, relacionamento amoroso não deve ser tratado como muleta emocional, você precisa ser feliz consigo e se amar sempre (eu repito isso pra mim todos os dias kkk’ (depois desse texto certeza que vão confirmar minha loucura)).

E se você não é ciumento o que eu digo é: ME DA UMAS DICAS ? kkkkkk’

XO, XO 😉